Este site utiliza cookies. Ao utilizar este site está a consentir a sua utilização de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo
voltar
Regeneração da Medula Espinhal e Microambiente Tecidular

As lesões da medula espinhal em humanos têm consequências graves devido à sua incapacidade de regenerar. Por oposição, a medula espinhal do peixe-zebra tem a capacidade notável de recuperar de lesões severas, permitindo que o peixe volte a nadar. No peixe-zebra, uma lesão da medula espinhal promove a proliferação de células estaminais neurais localizadas no canal central desta estrutura, e o mesmo será provavelmente verdade nos mamíferos. No entanto, o microambiente da medula espinhal dos mamíferos inibe a regeneração, enquanto a do peixe-zebra promove a regeneração.

O nosso laboratório está interessado em perceber a biologia do microambiente tecidular de uma medula espinhal lesionada num animal com capacidade regenerativa (como o peixe-zebra) e num animal sem essa capacidade (como o ratinho).

Acreditamos que, se criarmos um microambiente tecidular permissivo à regeneração, como o que existe no peixe-zebra, conseguiremos melhorar consideravelmente os danos motores e sensitivos causados após uma lesão da ME nos mamíferos.

Encontre-nos no Instagram @lsaudelab

Equipa de Investigação

Ana Filipa Dias
Postdoctoral Researcher
anafilipa.dias@medicina.ulisboa.pt

Ana Filipa Isidro
PhD Student
afisidro@medicina.ulisboa.pt

Ana Ribeiro
Senior Postdoctoral Researcher
aceribeiro@medicina.ulisboa.pt

Carmen de Sena Tomás
Senior Postdoctoral Researcher
cdesena@medicina.ulisboa.pt

Dalila Silva
PhD Student
dalila.silva@medicina.ulisboa.pt

Isaura Martins
Postdoctoral Researcher
isaura.martins@medicina.ulisboa.pt

Leonor Lameira
MSc Student
llameira@medicina.ulisboa.pt

Mariana Costa
PhD Student
mariana.costa@medicina.ulisboa.pt

Raquel Quitéria
Lab Manager
ana.quiteria@medicina.ulisboa.pt

Áreas de Investigação

  • Remodelação Vascular
  • Matrix Extracelular
  • Células Senescentes

Projetos de Investigação em Curso

2021/2023 Senescent cells and their secretory phenotype: novel targets for spinal cord repair. Coordenação: Leonor Saúde. Agência Financiadora: Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

2019/2022 Targeting induced-senescent cells: a novel approach to promote spinal cord regeneration in mammals Acronym: SENSe. Coordenação: Leonor Saúde.Agência Financiadora: "la Caixa" Foundation.

2018/2021 The function of induced-senescent cells in spinal cord regeneration. Acronym: eSSENCE. Coordenação: Leonor Saúde. Agência Financiadora: Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

2018/2021 Uncovering mechanisms of vascular remodelling during spinal cord regeneration in zebrafish. Acronym: REvasc. Coordenação: Ana Ribeiro. Agência Financiadora: Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Prémios

2012 Medalha de Honra L'Óréal Portugal para as Mulheres na Ciência atribuída a Ana Ribeiro.

2011 Competição Olympus BioScapes, Menção Honrosa atribuída a Rita Fior.

2005 Prémio Pfizer de Investigação Básica atribuído a Leonor Saúde.

Publicações Selecionadas

Paramos-de-Carvalho D, Martins I, Cristóvão AM, Dias AF, Pereira T, Chapela D, Farinho A, Neves-Silva D, Jacinto A, Saúde L (2021). Targeting senescent cells improves functional recovery after spinal cord injury. Cell Reports 36(1):109334. doi: 10.1016/j.celrep.2021.109334.

Chapela D., Sousa S, Martins I., Cristóvão A.M., Pinto P., Corte-Real S., Saúde L. A zebrafish drug screening platform boosts the discovery of novel therapeutics for spinal cord injury in mammals. Scientific Reports. (2019) 9(1):10475. doi: 10.1038/s41598-019-47006-w.

Ribeiro A, Monteiro JF, Certal AC, Cristovão AM and Saúde L. Foxj1a is expressed in ependymal precursors, controls central canal position and is activated in new ependymal cells during regeneration in zebrafish. Open Biology (2017) 7(11): 170139. doi: 10.1098/rsob.170139.

Mendes R.V., Martins G.G., Martins A.M. and Saúde L. N-cadherin locks left-right asymmetry by ending the leftward movement of Hensen’s node cells. Developmental Cell (2014) 30(3):353-60.

Fior R., Maxwell A.A., Ma T.P., Vezzaro A., Moens C.B., Amacher S.L., Lewis J. and Saúde L. Differentiation and movement of presomitic mesoderm progenitor cells are both controlled by Mesogenin1. Development (2012) 139(24): 4656-65.

Azevedo A.S., Sousa S., Jacinto A. and Saúde L. An amputation resets positional information to a proximal identity in the regenerating zebrafish caudal fin. BMC Developmental Biology (2012) 12(1):24 (selected hot topic of the August issue).

Azevedo A.S., Grotek B., Jacinto A., Weidinger G. and Saúde L. The regenerative capacity of the zebrafish caudal fin is not affected by repeated amputations. PloS ONE (2011), Vol. 6(7); e22820.

group leader :
Leonor Saúde
Saiba Mais
  • Investigadora Principal iMM desde 2007
  • Professora Auxiliar Convidada, FMUL
  • Investigadora Principal, Instituto Gulbenkian de Ciência (2005-07)
  • Pós-Doutoramento, Instituto Gulbenkian de Ciência
  • Doutoramento em Biologia do Desenvolvimento, University College London, UK (2001)