procuramos
perguntas:

pt en
Menu

Mota, Maria
Lab

Biologia & Fisiologia da Malária

Apesar dos esforços redobrados por parte da comunidade internacional para a erradicação da malária, esta doença continua a ter um enorme impacto global, com cerca de metade da população mundial em risco de ser infetada. Durante a infeção do hospedeiro humano, os parasitas Plasmodium, agentes da doença, possuem duas fases distintas do seu ciclo, cada uma num ambiente celular muito diferente.

Durante a fase hepática, um único esporozoíto do género Plasmodium invade um hepatócito e, enquanto aí se encontra, supostamente sem ser detetado pelo hospedeiro, dá origem a milhares de novos parasitas, os quais iniciarão a fase subsequente de infeção sanguínea. Apesar de apenas 10 a 20 novos parasitas serem gerados dentro de cada eritrócito infetado por cada ciclo de divisão, os ciclos consecutivos de lise e re-infeção causam uma resposta potente do hospedeiro, bem como os sintomas típicos da malária. Está a tornar-se consensual a ideia de que o controlo ou eliminação da malária não será atingível enquanto não tivermos um conhecimento mais profundo das interações complexas que ocorrem entre os principais agentes envolvidos: os parasitas Plasmodium e os seus hospedeiros.

O nosso trabalho atualmente em curso mostra que a teia de interações entre o Plasmodium e os seus hospedeiros tem vários níveis de complexidade, entre os quais a ativação da imunidade inata durante a fase hepática da infeção (Liehl et al., 2014. Nature Medicine), o estado nutricional do hospedeiro (dados não publicados), e uma relação antagonista entre as duas fases da infeção (Portugal et al., 2011. Nature Medicine). Todos estes fatores contribuem para um equilíbrio entre a replicação do parasita e a saúde do hospedeiro humano. Será necessária uma alteração profunda deste equilíbrio para um controlo eficaz deste parasita mortífero.

  • Áreas de Investigação

    • Interações parasita-hospedeiro, superinfeção e co-infeções
    • Necessidades do Plasmodium e o papel dos fatores do hospedeiro na infeção por malária
    • Papel da imunidade inata do hospedeiro na deteção do Plasmodium e os mecanismos utilizados pelo parasita para escapar à resposta imunitária do hospedeiro
    • Papel das vias de deteção do Plasmodium na infeção por malária
    • Desenvolvimento de um novo paradigma para uma vacina antimalárica e pesquisa de novos agentes anti-Plasmodium para a fase hepática da patologia
  • Equipa de Investigação

    • Projectos de Investigação em Curso

      • 2012/2017 Nutrient sensing by Parasites – European Research Council, Starting Grant. Coordenadora: Maria M. Mota. 1.500.000€
      • 2010/2015 Towards the establishment of a permanent European Virtual Institute dedicated to Malaria Research (EVIMalaR) – 7º Programa-Quadro, Comissão Europeia / European Network of Excellence. Coordenadora no IMM: Maria M. Mota. 12.000.000 € (para todo o consórcio)
      • 2013/2015 Interacções Plasmodium-Hospedeiro – FCT (EXCL/IMI-MIC/0056/2012), Coordenadora: Maria M. Mota. 331.643 €
      • 2012/2015 Sensores de nutrientes no parasita da malária – FCT (PTDC/SAU-MET/118199/2010), Coordenadora: Liliana Mâncio-Silva. 123.410 €
      • 2013/2015 Regulação do metabolismo da célula hospedeira pelo parasita da malária no fígado - FCT (PTDC/IMI-MIC/1568/2012). Coordenador: Ghislain Cabal. 168.637€
      • 2013/2015 Liver stage antimalarials that drive sterile immunity – Fundação Bill & Melinda Gates (Grand Challenges in Global Health – Round 10). Coordenadora: Kirsten Hanson. 76.260 €
      • 2014/2015 O papel do ferro no ciclo de vida e na doença causada por Plasmodium – FCT (EXPL/BIM-MET/0753/2013), Coordenador: Daniel Carapau. 50.000 €
      • 2014/2015 Parasitas da fase hepática quimicamente atenuados por métodos diversos para elucidar os determinantes da imunidade adquirida contra Plasmodium – FCT (EXPL/IMI-MIC/0866/2013), Coordenadora: Kirsten Hanson. 50.000 €
      • 2014/2015 Identificação do alvo molecular das Torins em P. falciparum usando proteómica – FCT (EXPL/BBB-BEP/0746/2013), Coordenadora: Ana Filipa Cruz. 50.000 €
    • Prémios

      • 2013 Prémio Pessoa - Maria Manuel Mota (Expresso, Caixa Geral de Depósitos)
      • 2010 Prémio de Melhor Poster para Ghislain Cabal (investigador de Pós-doutoramento) na Conferência EMBO "At the Joint Edge of Cellular Microbiology and Cell Biology", atribuído pela revista "Science"
      • 2008 Prémio Amélia da Silva de Mello para as Ciências da Saúde 4ª Edição, "SR_BI plays a dual role in the establishment of malaria liver infection" (atribuído a Cristina Rodrigues, Miguel Prudêncio e Maria Mota)
      • 2008 Mulher Activa 2008 (2º prémio) to Maria M. Mota - Revista Activa
      • 2007 "Seeds of Science" Prize to Maria M. Mota - Ciência Hoje
      • 2007 Prémio Internacional de Investigação CESPU 2ª Edição - Um contributo para o desenvolvimento das ciências e tecnologias da saúde, "SR_BI plays a dual role in the establishment of malaria liver infection" (atribuído a Cristina Rodrigues, Miguel Prudêncio e Maria Mota).
      • 2007 1st Poster Prize to Cristina D. Rodrigues (PhD student) - Third Annual BioMalPar Conference on Biology and Pathology of the Malaria Parasite (Heidelberg, Germany)
      • 2005 AMI Health Prize to Maria M. Mota - AMI Foundation
      • 2005 Commander Grã-Cruz Ordem do Inf. D. Henrique - Portuguese Presidency
      • 2005 International Research Scholar to Maria M. Mota - Howard Hughes Medical Institute
      • 2004 European Young Investigator Award to Maria M. Mota – European Science Foundation
      • 2003 EMBO Young Investigator Award to Maria M. Mota – EMBO
    • Publicações Seleccionadas

      • Itoe MA, Sampaio JL, Cabal GG, Real E, Zuzarte-Luis V, March S, Bhatia SN, Frischknecht F, Thiele C, Shevchenko A, Mota MM. (2014) Host cell phosphatidylcholine is a key mediator of malaria parasite survival during liver stage infection. Cell Host Microbe. 16(6):778-86.
      • Liehl P, Zuzarte-Luís V, Chan J, Zillinger T, Baptista F, Carapau D, Konert M, Hanson KK, Carret C, Lassnig C, Müller M, Kalinke U, Saeed M, Chora AF, Golenbock DT, Strobl B, Prudêncio M, Coelho LP, Kappe SH, Superti-Furga G, Pichlmair A, Vigário AM, Rice CM, Fitzgerald KA, Barchet W, Mota MM. (2014) Host-cell sensors for Plasmodium activate innate immunity against liver-stage infection. Nature Medicine. 20(1):47-53.
      • Hanson KK, Ressurreição AS, Buchholz K, Prudêncio M, Herman-Ornelas JD, Rebelo M, Beatty WL, Wirth DF, Hänscheid T, Moreira R, Marti M, Mota MM. (2013) Torins are potent antimalarials that block replenishment of Plasmodium liver stage parasitophorous vacuole membrane proteins. Proc Natl Acad Sci USA. 110(30):E2838-47
      • Portugal S, Carret C, Recker M, Armitage A, Sullivan D, Roy Cindy, Newbold CJ, Drakesmith H, Mota MM. (2011) Host-mediated control of Malaria Superinfection. Nature Medicine. 17(6):732. (Highlighted in Nature Reviews Microbiology; evaluated in F1000 Biology; Commented in EMBO Mol.Med.)
      • Epiphanio S, Campos MG, Pamplona A, Carapau D, Pena AC, Ataíde R, Monteiro CA, Félix N, Costa-Silva A, Marinho CR, Dias S, Mota MM. (2010) VEGF promotes malaria-associated acute lung injury in mice. PLoS Pathog. 6(5):e1000916.
      • Rodrigues CD, Hannus M, Prudêncio M, Martin C, Gonçalves LA, Portugal S, Epiphanio S, Akinc A, Hadwiger P, Jahn-Hofmann K, Röhl I, van Gemert GJ, Franetich JF, Luty AJF, Sauerwein R, Mazier D, Koteliansky V, Vornlocher HP,5 Echeverri CJ, Mota MM. (2008) Host scavenger receptor SR-BI plays a dual role in the establishment of malaria parasite liver infection. Cell Host & Microbe. 4(3):271-82. (comment in Cell Host & Microbe)
      • Epiphanio S, Mikolajczak SA, Gonçalves LA, Pamplona A, Portugal S, Albuquerque S, Goldberg M, Rebelo S, Anderson DG, Akinc A, Vornlocher HP, Kappe SH, Soares MP, Mota MM. (2008) Heme oxygenase-1 is an anti-inflammatory host factor that promotes murine plasmodium liver infection. Cell Host & Microbe. 3(5):331-8. (comment in Nature Reviews Microbiology)
      • Pamplona A, Ferreira A, Balla J, Jeney V, Balla G, Epiphanio S, Chora A, Rodrigues CD, Gregoire IP, Cunha-Rodrigues M, Portugal S, Soares MP, Mota MM. (2007) Heme oxygenase-1 and carbon monoxide suppress the pathogenesis of experimental cerebral malaria. Nature Medicine. 13:703. (comment in Nature Medicine; evaluated in F1000 Biology and F1000 Medicine)

    Este site usa cookies. Algumas cookies são essenciais para a correcta operação do mesmo e já foram configuradas.
    Pode bloquear e apagar as cookies deste site, mas algumas partes poderão não funcionar correctamente.