procuramos
perguntas:

pt en
Menu

Prestigiada bolsa do Human Frontier Science Program atribuida a pós-doutorada do iMM

Abril 4, 2019

Mariana De Niz, pós-doc do Laboratório de Luísa Figueiredo no iMM, foi agora premiada com uma prestigiosa bolsa da Human Frontier Science Program (HSFP) no valor de 180.000 dólares. Este financiamento inclui o salário por três anos e também suporta custos de investigação. Com este projeto de investigação, Mariana De Niz irá expôr a dinâmica e as propriedades biofísicas do Trypanosoma brucei (parasita que causa a doença do sono) nos tecidos de animais vivos. Esta foi a única bolsa atribuída a um investigador em Portugal.

A tripanossomíase africana é uma doença negligenciada que ameaça milhões de pessoas e gado em muitos países da região da África Subsaariana. As doenças são causadas pelo Trypanosoma brucei, um parasita unicelular transmitido pela picada da mosca tsé-tsé. O laboratório de Luísa Figueiredo investiga os mecanismos celulares e moleculares usados pelo T. brucei para ser um parasita eficaz.

“Os tripanossomas vivem no sangue e em espaços extravasculares de vários órgãos, incluindo o tecido adiposo. Neste projeto, vamos investigar como é que os parasitas se movem entre os órgãos. Vamos usar uma combinação de imagens, genética e medidas biofísicas para identificar as moléculas do parasita e do hospedeiro que formam a base desta mobilidade do parasita”, explica Mariana De Niz.

“Esta é a primeira bolsa concedida a um jovem cientista para vir trabalhar no iMM e acredito que é um bom indicador de como o nosso instituto é capaz de atrair os melhores pós-docs para trabalhar nos nossos laboratórios e que também somos mais competitivos internacionalmente”, diz Luísa Figueiredo, investigadora principal do iMM.

Human Frontier Science Program, através das prestigiadas bolsas de pós-doc de longo prazo, incentiva jovens cientistas a explorar questões na fronteira de várias disciplinas e a investigar novas áreas de forma criativa nos principais laboratórios de todo o mundo. “Este ano, foram concedidas 79 bolsas de pós-doc a jovens cientistas nas diferentes áreas das ciências da vida, escolhidos através de uma rigorosa seleção internacional, e de um total de 580 candidaturas de 54 países”, afirma a organização.

Este site usa cookies. Algumas cookies são essenciais para a correcta operação do mesmo e já foram configuradas.
Pode bloquear e apagar as cookies deste site, mas algumas partes poderão não funcionar correctamente.